Escola de Educação Especial

A Escola de Educação Especial da Associação Pestalozzi de Campinas, possui Termo de Colaboração celebrado com o Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da  Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Atende alunos do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, com diagnóstico em deficiências múltiplas.  As classes são organizadas por faixa etária e perfil do aluno e são multisseriadas. 

Com autorização da Portaria da Diretora Técnica - DRE C1/83 de 07/01/1983 com publicação no D.O.E. de 14/01/1983; Processo nº 7.146/1982.

 

A Escola de Educação Especial trabalha com os seguintes seguimentos: Currículo Funcional Natural, PCN – Parâmetro Curricular Adaptado e as Inteligências Múltiplas como base para o desenvolvimento de todas as atividades realizadas na mesma. As atividades funcionais, tem como objetivo atender às necessidades de apoio que os alunos apresentam, devido às suas características e limitações cognitivas, motoras e comunicativas.

 

O plano educacional deverá ser centrado no aluno. Segundo Gardner (1998), o indivíduo tem perfis cognitivos tão diferentes uns dos outros que as escolas devem, ao invés de oferecer uma educação padronizada, tentar garantir que cada um receba a educação que favoreça seu potencial individual. Assim, o ambiente educacional, deve ser mais amplo e variado, e depender menos do desenvolvimento da linguagem e da lógica. Esse autor não admite a concepção unidimensional da inteligência e sugere uma visão pluralista da mente, estabelecendo o modelo teórico de inteligências múltiplas. A escola trabalha todas as inteligencias, diariamente, possibilitando melhor desnvolvimentos ao público atendido. Ass inteligencias são: Int. Linguística, Int. Lógico Matemático, Int. Interpessoal, Int. Intrapessoal, Int. Naturalista, Int. Cinestésica, Int. Espacial, Int. Musical.

 

No contraturno escolar os alunos recebemos os atendimentos terapeuticos, em grupo nas áreas de fisioterapia, terapia ocuacional e fonoaudiologia. As áreas são complementares à necessidade escolar e específica de cada aluno.

 

Este programa conta com o trabalho de 1 assistente social e 1psicóloga para acolhimento e acompanhamento da família/ responsável.

 

Musicoterapia

Os benefícios da música com todas as suas componentes (som, ritmo, melodia e harmonia) no estado de espírito das pessoas é algo documentado desde os primórdios da humanidade.

A música é comunicação, aprendizado, relacionamento, expressão, organização e mobilização e um musicoterapeuta habilitado deverá promover estes fatores na terapia adotada de prevenção, reabilitação ou tratamento de modo a atender às necessidades mentais, cognitivas, físicas e sociais dos pacientes.

 

A música e os ritmos próprios do nosso corpo (respiração, batimentos cardíacos e sons viscerais) complementam-se numa simbiose que favorece a atividade muscular, a respiração, a pressão sanguínea, a pulsação cardíaca, o humor e o metabolismo. Assim, a musicoterapia visa potenciar ou reparar aspectos de organização intra ou interpessoal do individuo proporcionando-lhe uma melhor qualidade de vida através do (re)conhecimento do mundo sonoro, musical e do movimento.

 

Sem título.png
12.jpg

ATEAC - Terapia com Cães

ATEAC trabalha com Atividade Assistida por Animais (AAA), Terapia Assistida por Animais (TAA) e Educação Assistida por Animais (EAA).

A Atividade Assistida por Animais contribui para o desenvolvimento das relações, da afetividade e do controle do stress através de visitas e recreações, podendo ser repetida em diversos locais com diferentes pessoas.

A Terapia Assistida por Animais é um método interventivo e terapêutico que visa melhoria nos aspectos sociais, físicos, cognitivos, motivacionais e emocionais. Conta com uma equipe multidisciplinar que realiza a terapia com um objetivo específico para cada pessoa ou pequenos grupos com periodicidade pré-estabelecida utilizando o animal como mediador.